30 dezembro 2010

votos para o ano novo

29 dezembro 2010

Conversas entre o ano 2011 e o ano 2010

“ O Ano Velho (1871, 2010) recolhia-se: estivera trezentos e sessenta e cinco dias em remontes das botas; tinha os dedos queimados do cigarro e trocava o B pelo V; levava o estômago estragado da mesa do hotel; ia ressequido da falta de banhos; palitava os dentes com as unhas; sabia ajudar à missa; assoava-se a um lenço vermelho; perguntava a todo o propósito que há de novo? E era reformista alusitanado . – O Ano Novo (1872, 2011) vinha da frescura do céu.


Então cumprimentaram-se. (…) (começam a conversar)

( Ano Novo) _ Pertencer a um partido, meu amigo, vem a ser?...

(Ano Velho )_ É meter-se a gente num ónibus - que leva aos empregos - e a que puxa o chefe de partido, sempre com o freio nos dentes!

_ Ah! Meu amigo pelo apetite da gente, esse país é – férreo. E a questão de fazenda, dizia…

_ É uma espécie de nó que todos, um por um, são chamados a desatar – e que cada um aperta mais.

(…)

_ Ainda bem, ainda bem! Fale-me então do povo.

_ Oh o povo! É um boi que em Portugal se julga um animal muito livre porque lhe não montam na anca, - e o desgraçado não se lembra da canga!

(..)

_ E a diplomacia desse país?...

_ Cada governo, meu amigo, costuma mandar como embaixadores para fora aqueles que ele não quer ver dentro como chefes de oposição parecendo-se assim com aqueles criados que os companheiros mandam espreitar para a sala, - para comerem mais à vontade na cozinha.

(…)

_ Oh! Bom Deus, voltemos às generalidades: o país é rico?

_ Portugal, meu caro, é um país que todos dizem que é rico, povoado por gente que todos sabem que é pobre.

- Mas a agricultura, Senhor?

_ A agricultura aqui é a arte de assistir impassível – ao trabalho da natureza.

(…)

_ Em resumo _ qual é a sua opinião sobre o país?

_ É um país geralmente corrompido – em que aqueles mesmos que sofrem não se indignam por sofrer." (…)



In As Farpas de Eça de Queirós e Ramalho Ortigão, 1872

21 dezembro 2010

Ninho humano

Ninho humano




A que horas acordam

Que vida desumana

Em que ninhos vivem

Que tenras asas preparam

Em mecânicos ponteiros

- Deixa lá, são humanos



A que horas deitam-se

Em cubos se amontoam

Caixas emparedadas

Que luzes reflectem as grades

- Deixa lá, são humanos



A que horas acordam

Presos no ninho que não são deles

Com a terra alugada ao estado

A casa alugada aos bancos

 
- Deixa lá, são humanos

retirado da net




ZJ






13 dezembro 2010

Manjedoura Memória: TV



Eis o povo alimentado a palha, em fardos político-económicos postos em manjedouras televisivas.
Apelos teatralizados e oportunista do povo pobre, tornando pobre o povo pobre.

03 dezembro 2010

Adaptação moderna dos Lusíadas

I


As sarnas de barões todos inchados

Eleitos pela plebe lusitana

Que agora se encontram instalados

Fazendo aquilo que lhes dá na gana

Nos seus poleiros bem engalanados,

Mais do que permite a decência humana,

Olvidam-se de quanto proclamaram

Em campanhas com que nos enganaram!



II



E também as jogadas habilidosas

Daqueles tais que foram dilatando

Contas bancárias ignominiosas,

Do Minho ao Algarve tudo devastando,

Guardam para si as coisas valiosas…

Desprezam quem de fome vai chorando!

Gritando levarei, se tiver arte,

Esta falta de vergonha a toda a parte!



III



Falem da crise grega todo o ano!

E das aflições que à Europa deram;

Calem-se aqueles que por engano…

Votaram no refugo que elegeram!

Que a mim mete-me nojo o peito ufano

De crápulas que só enriqueceram

Com a prática de trafulhice tanta

Que andarem à solta só me espanta.



IV



E vós, ninfas do Coura onde eu nado

Por quem sempre senti carinho ardente

Não me deixeis agora abandonado

E concedei engenho à minha mente,

De modo a que possa, convosco ao lado,

Desmascarar de forma eloquente

Aqueles que já têm no seu gene

A besta horrível do poder perene!

 
recebido por mail
 

27 novembro 2010

Teoria do Caroço

       Num certo dia solarengo , reunião todos os portugueses em plena savana alentejana, numa assembleia magna para discutirem, analisarem e reflectirem sobre o destino a dar a um simples caroço de pêra abacate. Pela experiencia e pela sabedoria do povo, todos sabiam que a única solução para a produtiva semente era plantá-la. No entanto, a importância do assunto trazia às mentes cartesianas dos indivíduos dúvidas que teriam de ser resolvidas democraticamente para que as decisões sejam as melhores para todos.
      Cumprindo-se o protocolo, tomou a palavra o ambientalista que num discurso naturalista questionou os presentes sobre os projectos de impactos ambientais e duvidou da origem da natural semente.
      Interrompeu o engenheiro para afirmar que deveria-se primeiro criar uma protecção macadamizada e depois vedada, de modo a proteger a esperançosa semente, calculando-se para esse trabalho a zona de crescimento da futura árvore. O solo, acima de todo, teria de ser analisado numa recolha de dados que ajudariam a definir o local de plantação mais indicado
      Os custos da operação deveriam de ser previamente calculados pelo equipa do gabinete de contabilidade e gestão, para que o admirado caroço, não traga prejuízo para o erário público.
      O Jornalista propôs um programa de televisão de índole realista ou mesmo um debate, podendo-se ainda utilizar o baralhado caroço para um prémio. Concluiu que estas decisões importantes não deviam de passar sem um debate de esclarecimento da opinião pública.
      Ajeitada a gravata, falou o digníssimo representante do povo, que procurou descrever a história da desanimada pêra abacate, tentando procurar os culpados pelo desaparecimento da parte comestível do referido fruto. Pois, segundo a sua opinião, a semente era uma consequência do estado pobre da semente devia-se à perca da substância.
     O Manuel, fazendo-se notar pela sua roupa extravagante, apontou para paciente semente e falou das suas experiências de férias no Algarve no ano passado. O Algarve mais que o Norte apresenta melhores condições para passar férias, mas que no entanto gostava de Futebol Clube do Porto.
      Maria em gritos disse que…
      Enquanto o sol escaldava as pensantes cabeças, pois até Chomsky ficaria intimidado com a persuasão e magnificência dos discursos e mesmo Trotsky atiraria água para este aceso debate. Nem mesmo Virgílio Ferreira, que por estas terras andou, em letras pintava esta assembleia surrealista.
     A infeliz semente decidiu por fim fugir para Espanha, abandonando o indeciso povo numa nuvem de pó.

23 novembro 2010

Certificado de Incompetência


Para todos os políticos um Certificado de Incompetência.

12 novembro 2010

Daqui a 45 anos

No ano 2055


         De passo apressado e de ar desconfiado, Fernando leva a sua caixa de ração olhando para a esquerda e para a direita com medo de ser assaltado. Na rua os carros parados de portas entreabertas abafados pelos folhas do tempo. Do seu lado esquerdo as lojas de vidros partidos, exponham a humidade dos seus televisores, restos de uma civilização gananciosa. Do lado direito da sua cara chega-lhe um ar gelado nascido dos mármores de um banco fastidioso e abandonado. Em suspiros de nostalgia e de sobrevivência, pontapeia um maço de notas que se espalha em terra e ervas daninhas. Levanta a cabeça e apressa o passo com o objectivo de chegar à sua família antes das sirenes do recolher obrigatório.

11 novembro 2010

Há 139 anos

"O país perdeu a inteligência e a consciência moral. Os costumes estão dissolvidos, as consciências em debandada, os carácteres corrompidos. A prática da vida tem por única direcção a conveniência. Não há princípio que não seja desmentido. Não há instituição que não seja escarnecida. Ninguém se respeita. Não há nenhuma solidariedade entre os cidadãos. Ninguém crê na honestidade dos homens públicos. Alguns agiotas felizes exploram. A classe média abate-se progressivamente na imbecilidade e na inércia. O povo está na miséria. Os serviços públicos são abandonados a uma rotina dormente. O desprezo pelas ideias aumenta em cada dia. Vivemos todos ao acaso. Perfeita, absoluta indiferença de cima a baixo! Toda a vida espiritual, intelectual, parada. O tédio invadiu todas as almas. A mocidade arrasta-se envelhecida das mesas das secretarias para as mesas dos cafés. A ruína económica cresce, cresce, cresce. As falências sucedem-se. O pequeno comércio definha. A indústria enfraquece. A sorte dos operários é lamentável. O salário diminui. A renda também diminui. O Estado é considerado na sua acção fiscal como um ladrão e tratado como um inimigo. Neste salve-se quem puder a burguesia? explora. A ignorância pesa sobre o povo como uma fatalidade. A intriga política alastra-se. O país vive numa sonolência enfastiada."

in As Farpas de Eça de Queiroz e Ramalho Ortigão, 1871

10 novembro 2010

Há 1 hora

Há 5 minutos
Há 24 horas
Há 1 dia
Há uma semana
Há um mês
Há um ano
Depois de abandonarmos um blog, ele se torna lixo digital?

28 outubro 2010

Isto sim, é SENSIBILIZAR



"Uma das maiores empresas de marketing do mundo, resolveu passar uma mensagem para todos, através de um vídeo criado pela TAC (Transport Accident Commission) e que teve um efeito drástico na Inglaterra.


Depois desta mensagem, 40% da população da Inglaterra, deixou de usar drogas e de consumir álcool pelo menos nas datas comemorativas, não temos este tipo de iniciativa aqui em Portugal. "
recebido por mail

20 outubro 2010

A Pergunta

Todo nós já sabemos que é a Fátima Lopes que decide o jantar da família todos os dias e que o Nicolau Breyner podia viver sem o seu gato branco, mesmo não sendo a mesma coisa.

Todos já sabem que não vai aparecer ninguém nu na casa dos segredos, nem muito menos qualquer tipo de pornografia e que Portugal inteiro e arredores já sabe que o PSD vai viabilizar o Orçamento.

Todos nós sabemos que os que ganham bem irão continuar bem, os malandros continuarão a ser subsidiados e que serão sempre os mesmos a pagar a crise.

E todos também sabem que foram os políticos partidarizados que como abutres empobreceram Portugal e que os culpados da situação actual do país ainda continuam a desgovernar e a enriquecer.

Agora, ninguém sabe é porque é que estes desavergonhados, para não chamar outro nome, não fazem sacrifícios, ou no mínimo sejam responsabilizados moralmente?

19 outubro 2010

O criticismo sem fundo

A crítica é um direito e uma arma que qualquer cidadão possui para apontar o que está errado e apresentar caminhos que na sua perspectiva estão correctos, um exercício cartesiano da construção de um mundo melhor. No entanto, este instrumento está tão banalizado que perdeu o seu valor. As críticas caem no saco sem fundo, é como lançar sementes às pedras, porque ninguém corrige.
A nossa arrogância é tanta que só por não dar o braço a torcer, não se emenda os erros. Isto tornou-se num mal social a todos os níveis.
Fica-se pelo errar é humano, sem consequências e sem a correcção

15 outubro 2010

13 de Outubro dia de Comemorações em Fátima

resgate no chile - imagem google
A 13 de Outubro, dia da última aparição de Nossa  Senhora em Fátima , foram resgatados o número de minérios igual à idade de Jesus 33, numa mina  que tinha o nome do pai de Jesus: San José.

07 outubro 2010

IV Republica sim, mas não com estes políticos partidarizados.

A Diferença entre a Republica e a Monarquia é que na Republica temos um presidente eleito pelo povo e na Monarquia temos um rei que herdou o trono, isto é a grande diferença. Depois na Monarquia “o rei vai nu” e na Republica não se sabe quem é que vai nu.

A Republica  (Retirada do Google Imagem)
A cinco de Outubro comemorou-se a Republica e a única coisa que interessava era saber se o Presidente do PSD vai ou não aprovar o Orçamento de Estado para 2011. Esta é a verdadeira preocupação da Republica actual, fora o jogo com a Dinamarca e a casa dos segredos.

Concordo plenamente com uma IV Republica, mas não com estes políticos partidarizados. A Republica, se me permitem a comparação, tornou-se numa velha prostituta que já foi experimentada (I), abusada (II)e lambuzada(III), pois já ninguém a respeita. A “res” pública quer-se de graça, subsidiada , universal e a qualquer altura.
Esta é a verdade crua e seca do estado da coisa pública.

29 setembro 2010

Senhoras e senhores passageiros ...

Senhoras e senhores passageiros de Portugal, façam o favor de apertar  bem os cintos, pois vamos entrar numa zona de grande turbulência.

28 setembro 2010

Carta aberta ao Presidente da República

Caro Cavaco Silva



Por arrastamento burocrático e partidário de vícios e incompetências, Portugal tornou-se num país sem identidade e sem rumo, numa decadência de valores a todos os níveis. Em chuvas de ideias e criticas sem correspondência e sem consequências, pois o marasmo tornou-se cíclico e sem saída. Luzes ao fundo dos túneis, veredas desenhadas numa encruzilhada, parados todos apontam para soluções de emagrecimento do estado.

O emagrecimento do estado deve sem dúvida começar e incidir sobretudo em quatro vértices do quadrado que se tornou Portugal: na política, na justiça, nos Jornalismo e no meio empresarial. Quatro áreas que por serem intocáveis e impunes devem sofrerem uma intervenção decisiva , por uma questão de exemplo e de justiça. Áreas que formam um pacto de estabilidade entre elas onde ninguém é preso, onde todos ganham grandes ordenados e publicitam-se, legalizam-se, e financiam-se uns aos outros é no fundo um quadrado promíscuo que chupa legalmente os dinheiros do estado.

Os políticos: deputados, ministros, secretários, sub-secretários, assessores, embaixadores, cônsules, governadores, directores regionais, presidentes de câmaras, vereadores e os demais ilustres esbanjadores do horário público.

É inadmissível e vergonhoso que num país que se diz civilizado e europeu, cujo ordenado mínimo não ultrapassa os quinhentos euros, continua-se a esbanjar milhões em mordomias e caprichos de deslocações, de representações , de carros de luxo, de assessores, de motoristas de seguranças e de mais outros mil e uma coisas insignificantes e despensáveis. Qualquer pai ou mãe de família sabe que se for para cortar no orçamento, não vai cortar nas coisas básicas: Educação e Saúde.

Se o exemplo de sacrifico não vem de cima, dos ministros dos deputados, dos presidentes de câmara, de vereadores e outras de mais funções de altos cargos políticos, vai vir do simples português que ganha quinhentos euros?

É inadmissível e vergonhoso que num país que se diz civilizado e europeu, continue a adjudicar obras que depois de estarem concluídas custam o dobro ou o triplo aos portugueses. Obras que levam anos e anos a discutirem-se, faz-se ou não se faz, que no andamento da burocracia e infindáveis pareceres colhem o pó de várias primaveras. Obras, serviços ou bens que afinal custam mais caros porque muito dinheiro já foi inconscientemente espalhado pelo quadrado, sem ninguém ser denunciado, condenado e responsabilizado.

Urge, a substituição imediata dos políticos incompetentes, partidarizados, cheios de caprichos que dizem que isto vai melhorar , quando todo fica na mesma, por políticos técnicos, mesmo que sejam estrangeiros, que sirvam os portugueses e não se sirvam a si próprios.

Justiça/ procuradores, juristas e restantes legalizadores da corrupção.

É inadmissível e vergonhoso que num país que se diz civilizado e europeu, se liberte pedófilos e violadores, que nunca se condena os grandes, onde se perdoam os desfalques financeiros e onde a culpa morre sempre solteira. Um estado de direito que coloca o sector da justiça num pedestal em que ninguém pode apontar o dedo, avaliar e julgar. Os tribunais substituíram as igrejas e os juízes, magistrados e os procuradores são os padres, os frades da idade média com os seus dogmas, as suas mordomias ( carros, altos ordenado, grandes reformas, férias, etc.) e as suas palavras estão acima da lei. Eís os meritíssimos navegadores que remam o barco conforme o vento que sopra nas velas.

É aqui que nasce a justiça social e a cidadania, do respeito pelas leis pelo cumprimento dos deveres e obrigações. Quando constatámos que é preso o individuo do ordenado mínimo nacional por roubar uma fruta para matar a fome e nunca são julgados os grandes desvios financeiros, o valor da justiça cai todo por terra.

Jornalismo: directores, apresentadores, publicitários e demais palhaços ou vedetas dos média.

É inadmissível e vergonhoso que num país que se diz civilizado e europeu, mantenha apresentadores parvos a ganharem muito dinheiro.

Toda uma máquina de entretimento, desde a publicidade, passando pela ficção até aos noticiários, cúmplice do estado de coisas, que tem como única função manipular a opinião pública conforme os interesses implantados pelo quadrado. Um poder que é utilizado para arrebanhar e empobrecer gerações de portugueses em hábitos fúteis. Não existe um jornalismo sério , interventivo, investigador, pedagógico e sobretudo realista. Eís a parte do quadrado das aparências que vive de luxo e que também nunca é atacada.

Empresários: gestores de empresas estatuais, bancários e restantes chupistas.

É inadmissível e vergonhoso que num país que se diz civilizado e europeu, gestores de empresas do estado ganhem pipas de massa,

Uma medida digna, justa, exemplar no corte da despesa pública era definir por lei que nenhum individuo que trabalhe para o estado ganhe mais que o presidente da republica. Outra medida devia estabelecer que não é permitido as pessoas acumularem a reforma com o ordenado. Ah mas no privado ganha-se mais? Ok, se ganha mais no privado o que estão a fazer no público.

E eis o quadrado gordo e esbanjador que é Portugal. Pois o estado tem de emagrecer nestes quatro sectores e não nos outros sectores, porque esses, além de serem vitais já estão magros por exemplo a saúde, a educação e a segurança social. Um dia ouvi na antena 1 uma expressão que define o que se passa no país: o Estado português está a ser domina por uma cambada de babuínos, que em pleno ano 2010 ainda se preparam para esfolar o povo. O estado deve emagrecer nas partes em que está gordo, no esbanjamento, nos caprichos, nos prémios, nas regalias nas futilidades e não nas coisas que são básicas. Isto é elementar, qualquer governante de qualquer casa sabe isso.

Pois, pior que o caminho da crise financeira é o caminho da crise de identidade e a falta de rumo.





Carta enviada à Presidência da República através daqui

A sua mensagem foi enviada com sucesso.



Agradecemos a sua participação. A resposta à sua mensagem será enviada tão breve quanto possível.

21 setembro 2010

Ainda a bagunçar : Vender a Madeira para pagar a divida.

(Imagem retirada da net)

      A crise, o endividamento externo e o que mais me afecta o meu ordenado que nunca cresce, ou seja, o aglomerado de problemas financeiros poderia ser resolvido com a venda do arquipélago da Madeira.
      O parceiro prioritário deste negócio seria os espanhóis. Em primeiro lugar porque são nossos vizinhos, ia ser mais uma ilha para o Arquipélago das Canárias e depois mantinha-se o estado de pertencentes à Península Ibérica e às Regiões Ultraperiféricas da Europa
      Depois se o negócio não se concretizar-se fazíamos promoções lá fora e lançando um concurso internacional: por exemplo pague a ilha da Madeira e leve o Porto Santo de graça. Outro exemplo: vende-se Arquipélago em excelente estado com o extra da Floresta Laurissilva.
      O ideal seria para os norte americanos, porque seria uma paragem para descansar e comer um donut, um hambúrguer e uma Coca-Cola e, restabelecidas as energias, lá iam os policias do mudo procurar o Bin Ladem lá para as grutas do Afeganistão ou do Iraque. A Madeira era também o ideal para fazer filmes, devido aos ricos cenários naturais e aos diversos tipos de figurantes.

Nota bem: o Cristiano Ronaldo não está incluído porque pertence ao Real Madrid.

18 setembro 2010

Bagunça total : Calos Cruz para treinador da Selecção.

Como o país vai numa tal bagunça, porque não bagunçar isto mais um pouco.


Não temos treinador na Selecção Portuguesa, visto que o Carlos Queirós foi condenado, suspenso e demitido e temos o Carlos Cruz inocente, sem fazer nada. Então devíamos colocar o Cruz a treinar a Selecção, numa táctica de ginástica judicial, mantendo um Carlos à frente da Selecção Nacional.

Quanto ao Mourinho, poderia vir a Portugal fazer uma novela ou duas na televisão portuguesa.

No que diz respeito à divida pública da gorda porca, que afunda-se hora a hora, mantinha os mesmos, porque maior bagunça que os nossos políticos estão a fazer, dificilmente alguém fazia melhor.

07 setembro 2010

de volta

Vou trabalhar e a minha preocupação é arranjar a resposta para a seguinte pergunta:



- Então como foram as tuas férias?


Será que as pessoas não podiam perguntar o seguinte:


- Se estavas bem de férias porque vens trabalhar?

29 julho 2010

estou de "vocances"



( Não é necessário reenviares para 7 pessoas  , nem para 12 , coloca apenas pausa nos Ping Floyd para ouvires o video.)

18 julho 2010

Mais um post(e) interessante


E este é de alta tensão.

Boa semana a todos

15 julho 2010

Estado da nação em 1871 e 2010

“Quando a politica chega a tal miséria que nem a polidez instintiva coíbe os homens - o dever de cada cidadão é recolher-se ao eloquente silêncio do desprezo e esperar”



In As Farpa de Ramalho Ortigão e Eça de Queirós, 1871

01 julho 2010

selecção vuvusela II

Adamastor :


- Que vindes aqui lusos navegadores fazer?

Pela publicidade guiados,

Pelo jornalismo enfeitados,

Ao som das vuvuselas empolgados

E ao som das castanholas calam-se.

E agora, da vuvusela que uso ides fazer?



C. Ronaldo:

- Pergunta ao Carlos Queirós?

28 junho 2010

Agora que acaba mais um ano lectivo

           Em vez da escola andar forçosa e estatisticamente a paralelepipetizar os alunos, podia de vez em quanto ser paralelepipetizada conforme os alunos.

26 junho 2010

Em vez de ...

Nunca julgues a pessoa, critica sim as suas atitudes mais ou menos correctos, tendo em conta o teu ponto de vista.

21 junho 2010

Sensibilidades

- imagina que estás na hora do almoço a comer o teu prato farto e favorito e olhas para a televisão e aparece uma notícia com imagens chocantes de crianças subnutridas, a morrerem à fome num qualquer país africano. Nesse preciso momento o que fazias?


- Eu perdia logo o apetite, deixava de comer. E Tu?

- Quem ! Eu?

- Sim tu.

-Eu continuava a comer, ou querias que eu fosse lá levar-lhes comer.

- insensível.

18 junho 2010

Saramago: morre um homem, fica a OBRA.


        De que serve , nas nuvens da intelectualidade, da hipocrisia e do bajulamento, andarmos agora a elogiar e a homenagear um homem cujas ideias não as queremos para nada?



      “ Neste meio século não parece que os governos tenham feito pelos direitos humanos tudo aquilo a que moralmente estavam obrigados. As injustiças multiplicam-se, as desigualdades agravam-se, a ignorância cresce, a miséria alastra. A mesma esquizofrénica humanidade capaz de enviar instrumentos a um planeta para estudar a composição das suas rochas, assiste indiferente à morte de milhões de pessoas pela fome. Chega-se mais facilmente a Marte do que ao nosso próprio semelhante.
        Alguém não anda a cumprir o seu dever. Não andam a cumpri-lo os governos, porque não sabem, porque não podem, ou porque não querem. Ou porque não lho permitem aquelas que efectivamente governam o mundo, as empresas multinacionais e pluricontinentais cujo poder, absolutamente não democrático, reduziu a quase nada o que ainda restava do ideal da democracia. Mas também não estão a cumprir o seu dever os cidadãos que somos. Pensamos que nenhuns direitos humanos poderão subsistir sem a simetria dos deveres que lhes correspondem e que não é de esperar que os governos façam nos próximos 50 anos o que não fizeram nestes que comemoramos. Tomemos então, nós, cidadãos comuns, a palavra. Com a mesma veemência com que reivindicamos direitos, reivindiquemos também o dever dos nossos deveres. Talvez o mundo possa tornar-se um pouco melhor.”

Parte do Discurso lido por José Saramago, quando recebeu o Prémio Nobel.

Na Foto: Terra preparada para semear.

13 junho 2010

13 de Junho dia de Portugal

      Agora pretende-se reduzir as despesas com a saúde. Já não basta a lista de espera, onde algumas pessoas morrem antes de serem operadas, ou são obrigadas a dirigirem-se ao particular.

     Como pessoa em particular, tenho por filosofia encontrar em todo algo de positivo e olhando a floresta do comunismo encontro a árvore da valorização da saúde do povo, sobretudo no socialismo Cubano. Para desenvolver um país, temos de dar prioridade à saúde e à educação, de modo a construirmos cidadãos com corpo e mente sã.
     Mas não, andamos a cultivar uma sociedade doente e ignorante. Por isso, não há muito que esperar de Portugal.

 
Na Foto: uma maçaroca de milho

08 junho 2010

CALOU OS AMERICANOS.! !! SHOW DO MINISTRO BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO NOS ESTADOS UNIDOS


Merece ser lida, afinal não é todo dia que um brasileiro dá um esculacho educadíssimo nos americanos!
Durante debate em uma universidade, nos Estados Unidos,o ex-governador do DF, ex-ministro da educação e atual senador CRISTÓVAM BUARQUE, foi questionado sobre o que pensava da internacionalizaçã o da Amazônia.
O jovem americano introduziu sua pergunta dizendo que esperava a resposta de um Humanista e não de um brasileiro.
Esta foi a resposta do Sr.Cristóvão Buarque:
"De fato, como brasileiro eu simplesmente falaria contra a internacionalização da Amazónia. Por mais que nossos governos não tenham o devido cuidado com esse património, ele é nosso.
"Como humanista, sentindo o risco da degradação ambiental que sofre a Amazónia, posso imaginar a sua internacionalização, como também de tudo o mais que tem importância para a humanidade.
"Se a Amazónia, sob uma ética humanista, deve ser internacionalizada, internacionalizemos também as reservas de petróleo do mundo inteiro. O petróleo é tão importante para o bem-estar da humanidade quanto a Amazónia para o nosso futuro. Apesar disso, os donos das reservas sentem-se no direito de aumentar ou diminuir a extração de petróleo e subir ou não o seu preço."
"Da mesma forma, o capital financeiro dos países ricos deveria ser internacionalizado. Se a Amazónia é uma reserva para todos os seres humanos, ela não pode ser queimada pela vontade de um dono, ou de um país. Queimar a Amazónia é tão grave quanto o desemprego provocado pelas decisões arbitrárias dos especuladores globais. Não podemos deixar que as reservas financeiras sirvam para queimar países inteiros na volúpia da especulação.
"Antes mesmo da Amazónia, eu gostaria de ver a internacionalização de todos os grandes museus do mundo. O Louvre não deve pertencer apenas à França.
Cada museu do mundo é guardião das mais belas peças produzidas pelo génio humano. Não se pode deixar esse patrimônio cultural, como o património natural Amazónico, seja manipulado e instruído pelo gosto de um proprietário ou de um país. Não faz muito, um milionário japonês,decidiu enterrar com ele, um quadro de um grande mestre. Antes disso, aquele quadro deveria ter sido internacionalizado.
"Durante este encontro, as Nações Unidas estão realizando o Fórum do Milénio, mas alguns presidentes de países tiveram dificuldades em comparecer por constrangimentos na fronteira dos EUA. Por isso, eu acho que Nova York, como sede das Nações Unidas, deve ser internacionalizada. Pelo menos Manhatan deveria pertencer a toda a humanidade. Assim como Paris, Veneza, Roma, Londres, Rio de Janeiro, Brasília, Recife, cada cidade, com sua beleza específica, sua historia do mundo, deveria pertencer ao mundo inteiro.
"Se os EUA querem internacionalizar a Amazónia, pelo risco de deixá-la nas mãos de brasileiros, internacionalizemos todos os arsenais nucleares dos EUA. Até porque eles já demonstraram que são capazes de usar essas armas, provocando uma destruição milhares de vezes maiores do que as lamentáveis queimadas feitas nas florestas do Brasil.
"Defendo a ideia de internacionalizar as reservas florestais do mundo em troca da dívida. Comecemos usando essa dívida para garantir que cada criança do Mundo tenha possibilidade de COMER e de ir à escola. Internacionalizemos as crianças tratando-as, todas elas, não importando o país onde nasceram, como património que merece cuidados do mundo inteiro.
"Como humanista, aceito defender a internacionalização do mundo.
Mas, enquanto o mundo me tratar como brasileiro, lutarei para que a Amazónia seja nossa. Só nossa!

DIZEM QUE ESTA MATÉRIA NÃO FOI PUBLICADA, POR RAZÕES ÓBVIAS. AJUDE A

DIVULGÁ-LA, SE POSSÍVEL FAÇA TRADUÇÃO PARA OUTRAS LÍNGUAS QUE DOMINAR.
Recebido por mail
 
AH! 
Se perguntarem por mim, estou na fazenda.

04 junho 2010

aviso




De momento não ligo à politica (programa de austeridade na saúde e milhões no TGV) , nem à selecção vuvusela , nem à “bandalheira” da educação( já podes passar do 8º ano para o 10ºano) e nem à sociedade em geral e às notícias em particular. No momento ainda por uma questão de higienização pessoal pensei em dedicar-me às novelas, só na tvi dá 6 seguidas todas as noites , já contando com o telejornal, mas pensei melhor e VOU-ME DIDICAR À AGRICULTURA.

Por isso, se perguntarem por mim, estou na fazenda.

01 junho 2010

teoria da diversão: a educação em estado anedótico


Um tipo vai a andar pela rua quando, de repente, um assaltante mascarado lhe


aponta a arma e diz:

- Passa para cá o relógio!

O coitado dá-lhe o seu Rolex falso e o ladrão reclama:

- O que é isto? Esta m***a não vale nada! Passa a carteira...

O homem dá-lhe a carteira de plástico, imitação de Pierre Cardin e o

assaltante encontra nela 3 passes de autocarro, 2 senhas de refeição e cinco

euros.

... lixado, o ladrão diz:



- Tu és uma m*** mesmo ... o teu casaco está gasto, os teus sapatos rotos e

a única coisa que parece que presta é uma reles imitação barata! Afinal, que

m***a fazes na vida?

O tipo responde, quase a chorar:

- Sou professor!



E o ladrão, tirando a máscara, abraça-se a ele e diz:

- Desculpa lá, colega! És mesmo? E ficaste colocado? Em que escola?>

recebido por mail
Na imagem: outro cacho a produzir na Manjedoura e a mentir deve pesar uns 50 kg, mas até hoje é o maior.

28 maio 2010

Selecção Vuvuzela

No meio deste estado social em crise, a comunicação social e sobretudo a televisão, cuja a morte já está anunciada pela INTERNET, no seu papel de entreter o povo vem agora com as novelas da selecção nacional, com directos, com especiais, com publicidade, com músicas e com outras tretas. Pois, antes de começar o mundial já estou farto da selecção nacional. Digo mais, quero lá saber se o Miguel Veloso jogo a Playstation, se o quarto dos jogadores é verde ou branco, se comem bacalhau ou couves, se o treinador joga bilhar ou se o Simão toca vuvuzela.
 Eu quero saber é se a equipa joga à bola e dignifica a Selecção.


Depois, em tempo de sacrifícios quanto gasta a selecção neste Mundial? (com as estrelas que a selecção tem devem de tirar lucros.)

Com estas palhaçadas da televisão, será que o poder enconomico-politico prepara-se para roubar mais ao povo enquanto este está entretido com a selecção?

21 maio 2010

Caminhamos para um período da história muito complicado e inevitável.

É irreversível a decadência da civilização ocidental, pois o capitalismo tornou-se insustentável e inconsistente e o emprego industrializado já não é humanamente justificável. Caminhamos para um período da história muito complicado e inevitável.


Repare-se que a sociedade construído desde o berço, tendo por base a revolução industrial em que prepara-se o bebé para desempenhar um emprego, sim porque na realidade as nossas crianças têm um horário laboral pior do que o dos adultos e desde o infantário. O mercado de trabalho e a montanha do capitalismo industrializado aumentará o desemprego, embora os políticos criem empregos oxigenados muito deles insustentáveis, o emprego vai aumentar. Enquanto não houver uma mudança de perspectiva profunda e geral, todo se vai agravar.



A mudança passa pela regeneração sociocultural global, equitativa e gradual da civilização.

- Na educação: Uma Escola Inclusiva Fardada

- Garantia da saúde gratuita por parte do estado a toda a população, evitando a especulação das clínicas privadas e a industria farmacêutica ( as listas de espera nos hospitais público servem para chamar as pessoas para o privado).

- Sistema de justiça tem de ser levado a tribunal - a magistratura colocada dentro da lei.

- Retirar privilégios e protocolos a determinadas classes sociais, sobretudo aos políticos, retirar imunidades e esbanjamentos protocolares.

- Sistema económico-financeiro transparente e justo.

- Ridicularizar conceitos de fama, VIPs e outras manias sócias parvas e insufláveis.

- implementar e valorizar conceitos de rigor, de respeito e de consciência cívica;

- ancorar a sociedade no valor da vida humana;

- redefinir valores históricos e genuínos do povo.

Mudanças que devem ser alinhavadas como um tudo e por todos

19 maio 2010

a theoria definitiva da existencia de Eça de Queirós

      Independentemente do atraso em relação à Europa ou o facto de estarmos na cauda da Europa , embora o desenvolvimento técnico do país , a sociedade portuguesa ainda continua no século XIX. Por fora desenvolvemos muito, até mais do que as nossas possibilidades, mas por dentro ainda não regeneramos.
     Nas últimas páginas do livro, Os Maias, Eça de Queirós descreve duas amigos, Egas e Carlos, a correrem para apanharem o “americano”, enquanto concordavam que não valia a pena correr para nada. Esta contradição ou ironia, em que enquanto corremos diz-se que não vale a pena correr para nada, passa-se na actualidade cheia de desilusão, parece que não serve de nada criticar, não vale muito tentar melhorar, fazer um esforço para construir uma sociedade melhor.
      Quantas vezes verifica-se que as criticas e ideias diferentes caem em saco fundo, os erros apontados não têm consequências, fica todo na mesma. Entrou-se numa pasmaceira ideológica da paz social, onde todos apontam defeitos, erros e não se corrige nada. Não vale a pena correr para nada. Para que apontar os erros na educação se ninguém os corrige, apontar para lacunas no futebol e fica todo na mesma, e na política que serve apontar que o rei vai nu, se ele não se emenda e outros e demais assuntos nacionais, regionais e mesmo locais que não vale a pena correr.

(…)



“- Que raiva ter esquecido o paiosinho! Emfim, acabou-se. Ao menos assentamos a theoria


definitiva da existencia. Com effeito, não vale a pena fazer um esforço, correr com ancia para


coisa alguma...


Ega, ao lado, ajuntava, offegante, atirando as pernas magras:


- Nem para o amor, nem para a gloria, nem para o dinheiro, nem para o poder...


A lanterna vermelha do «americano», ao longe, no escuro, parára. E foi em Carlos e em


João da Ega uma esperança, outro esforço:


- Ainda o apanhamos!


- Ainda o apanhamos!


De novo a lanterna deslisou, e fugiu. Então, para apanhar o «americano», os dois amigos


romperam a correr desesperadamente pela rampa de Santos e pelo Aterro, sob a primeira


claridade do luar que subia."

 In Os Maias de Eça de Queirós

18 maio 2010

recebi um prémio


Este magnífico Prémio - trata-se de um reconhecimento dos valores que cada blogueiro emprega, ao transmitir valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc. - Posto isto tenho que agradecer à Helga, UM OBRIGADO.

A única regra deste selo, é distinguir 15 outros blogues.


Os meus convocados, segundo

os critérios deste selo, são:

16 maio 2010

é a vida...

E a vida é assim,


Um castelo de cartas


Que tem destas partidas


Desmorona-se


Num leve sopro






zj

13 maio 2010

- Ainda mais… e sempre eu, sempre eu…

-Tens de fazer sacrifícios:


- Ainda mais… e sempre eu, sempre eu…

Os políticos portugueses ( Bloco Central : ppd e ps) aproveitam o momento em que o povo está em peregrinação, a receber o Papa e a rezar, para aumentar os impostas. Parecem ladrões que se aproveitam da distracção para roubar.

Em Portugal enquanto o povo reza, o governo prepara-se para roubar.

04 maio 2010

Quatro bancos privados lucram quatro milhões por dia

Quatro bancos privados lucram quatro milhões por dia. (Clica aqui) Em tempo de crise lucram isto e imaginem agora em bancarrota, duplicam os lucros.

ou vai por aqui : http://dn.sapo.pt/bolsa/interior.aspx?content_id=1560089

01 maio 2010

Enquanto termina Abril e começa Maio

       Portugal governado por crianças mimadas e esbanjadoras que brincam com brinquedos caros: TGV, Aeroportos, Pontes, auto-estradas, submarinos ( falta porta-aviões), enquanto o povo pávido e sereno padece com impostos, contas e mais contas, com a fraca qualidade da educação, esperando por melhor saúde , esperando por empregos e melhores salários.
       Caminhamos inevitavelmente ou propositadamente no caminho da Grécia, porque acho que é a única maneira de salvar economicamente o país e financiar estes novos brinquedos –pois  a Grécia irá receber milhões e milhões de ajudas. E no caminho da bancarrota os grandes já estão salvaguardados mesmo a nível judiciário. Tal como a gripe A que deixando de falar, ela desapareceu, a crise convém continuar a falar e de uma forma cada vez mais grave e catastrófica.

29 abril 2010

Pensamento V : Caixotes

         Uns de cartão, outros de plástico, outros de madeira e outros de ferro, não passamos todos de caixotes do consumismo capitalista e arrebanhado.

26 abril 2010

Tolero bem a tolerância de ponto a 13 de Maio.

A 13 de Maio com a visita do Papa a Portugal será tolerância de ponto?
      Agora com sinceridade , eu concordo com a Tolerância de Ponto e mais, sou apologista, ou melhor, tolero bem as Tolerâncias de Ponto. Aliás, os da Assembleia deveriam de legislar no sentido de que os feriados que acertam no fim-de-semana passem para uma terça ou numa quinta. Exemplo:

Capítulo IV

Artigo 1

a) A todos os feriados que calhem num sábado realizam-se na quinta-feira anterior e os feriados que acertam num domingo passam para a terça-feira seguinte.

b) Cabe depois ao Governo obrigatoriamente dar a tolerância de ponto aqui à malta.

      Esta era uma formula de redução da despesa pública que deveria de estar no PEC ( Pacto de Estabilidade Económica), porque o governo poupava nas despesas, na luz, na água, no papel, no telefone, nos combustíveis e em outras coisas .
      Agora vejam, se esta lei fosse aplicável ao dia 25 de Abril e ao 1º de Maio deste ano, nesta semana, teríamos a quarta-feira para trabalhar ( se não fosse tolerância de ponto).



23 abril 2010

e porque não um escritor madeirense no Dia Mundial do Livro

No dia Mundial do Livro aconselho a leitura de uma obra, " A Mão de Sangue", de um escritor madeirense João Augusto D`Ornelas, enquanto os outros vêem novelas.

22 abril 2010

O dito por não dito

               Não faço comentário algum sobre essa matéria. Desde já convém não misturar as coisas, pois o que é de César é de César. Não posso adiantar mais nada e acrescento que sobre esse assunto já disse o que tinha para dizer, por isso nem mais uma palavra. Aliás o que for dito sobre isso é meramente da esfera especulativa. Quando se aproximar o momento propício direi qualquer coisa sobre esse assunto.





E agora apresento  a lulu - recebida por mail

17 abril 2010

Portugal Telecom(e)

Portugal Telecom(e)


Sabem porque é que a PT, Portugal Telecom, pode pagar os Gato Fedorentos para fazerem publicidade, pode pagar ordenados chorudos aos administradores e ainda consegue tirar grandes lucros? Porque anda segundo a segundo a chupar o dinheiro dos portugueses em serviços caríssimos, pouco descriminados e poucos transparentes. Eu próprio, confesso, sou um deles, vejam: no telemóvel tmn tenho sempre a mensagem: “o seu saldo é inferior a 1 euros”; ainda estou a pagar a negociata do e.escolas; o sapo adsl obriga-nos a ter o telefone fixo para facturar duas vezes; agora a MEO, que é deles, para ter a Sportv ou mais outros canal pagas bem (Não tenho cobertura de cabo nem de fibra) ; passado meses o preço inicial já aumentou e ainda pagas por mês taxas e equipamentos. E quando telefonas para os serviços ( 16200) colocam música enquanto nos chupam dinheiro, tipo vampiros. É a PT segundo a segundo a chupar dinheiro. Na Madeira tivemos mais de um dia sem comunicações e será que nos descontaram?

Depois, a PT devia de ser proibida de fazer publicidade de produtos que sabe à partida que não pode vender a todos os portugueses, por ainda existir lugares sem cobertura dos seus serviços. Acho que isto é inconstitucional, é como eu colocar um produto à venda e dizer que aquele e aquele outro não podem comprar.

A mim já não me arrefece nem aquece os órgãos de estado e os seus impostos, mas chateia-me as grandes empresas e algumas com comparticipação do estado, que como sanguessugas, chupam o povo até aos ossos. Pois, não colocando em causa a qualidade dos serviços da PT, considero que por ser uma empresa pública deveria de ter serviços mais em conta às carteiras dos portugueses.

13 abril 2010

Prontos fiquem lá com o campeonato...

Benfica 2 Sporting 0


Prontos fiquem lá com o campeonato (agora, até ao final do campeonato, tenho de aturar benfiquistas a glorificarem-se, até na blogosfera), como décimo segundo jogador também merecem, pois estão a encher os estádios.

10 abril 2010

Conversas do melhor ou do pior

- De todos os que estão aqui, o que já atingiu mais velocidade nas estradas da ilha da Madeira fui eu, pois na semana passada no túnel do Porto da Cruz dei 190 km por hora.



- Só! Eu, mesmo ontem, no túnel da Ribeira Brava atingi 200 km por hora.


- Esperem aí, vocês andam mesmo lentos, eu, hoje, dei 220 no túnel do Faial.


- Não pode ser! E como é que fizestes isso?


- Foi 120 a descer mais 100 a subir.

08 abril 2010

- Afinal o “Gato escaldado não tem medo de água fria”.

               Tomando caminho pela via expresso e depois pela via rápida, do norte da ilha coloquei-me rápido e facilmente no Funchal, percorrendo boas estradas e com boa sinalização. Saí da via rápida na saída para o hospital e apanhando a nova estrada, cheguei ao estacionamento do 2000, onde parei o carro no último piso, não porque tive medo de inundações, mas porque não encontrei outro lugar. Desci pelas escadas porque o elevador estava avariado e é também um bom exercício físico. Para os idosos e outras pessoas com dificuldades de mobilização deve ser mais difícil. Depois cheguei à quase reconstruída rotunda junto ao Dolce Vita e, olhando para o pouco que se via da ribeira, disse:


- Afinal o “Gato escaldado não tem medo de água fria”.

07 abril 2010

Exorcista II

            Procurava, então, encontrar a felicidade em cada esquina numa corrida desenfreada como se hoje fosse o último dia da sua vida. João queria à força ser feliz: no prolongar dos momentos de alegria e no estar sempre contente, alegre e bem-disposto. Buscava a felicidade no máximo de prazer possível, pois para o exorcista aproveitar a vida, ser feliz, era sentir prazer.


            “Desejo-te que sejas feliz”, “felicidades”, “Bom Natal”, “Bom Carnaval”, Carpem Diem”, Feliz Páscoas”, “Boas Férias”, com estas expressões de incentivo dos amigos procurava levá-las à prática no dia-a-dia.

             Antes que o sol se escondesse, João resolveu correr no seu percurso habitual e no meio do caminho caiu, batendo com o joelho numa pedra . De um momento para o outro desapareceu-lhe a cara de felicidade e apareceu a cara de dor. Procurou no chão de terra o motivo de ter tropeçado, mas os olhos não lhe permitiram-lhe enxergar.

             Na foto: Quinze dias sem ir à Manjedoura, dá nisto.

04 abril 2010

Porque hoje apeteceu-me relembrar Raul Solnado.


«Façam o favor de ser felizes» - Raul Solnado 1929-2009

02 abril 2010

" O material tem sempre razão."

Costuma-se dizer que “ o material tem sempre razão”, mas também digo que por vezes é no momento que mais precisámos verdadeiramente dele que avaria.
A minha impressora funcionou impecavelmente durante muitas vezes e num dia destes, em que necessitava de imprimir documentos para as 8 da manhã do dia seguinte, avariou. Logo nesse momento resolveu não trabalhar, ficando pela noite dentro sujeita a uns valentes pontapés.

E quando o nosso telemóvel, que funciona sempre bem, cheio de bateria, saldo de fartura, idas e chegadas de mensagens, telefonemas para aqui e dali, prega-nos a partida de não funcionar na hora em que precisamos de fazer uma chamada urgente.


Na foto: Este ano há poucas nêsperas. Os antigos dizem que quando o ano não é bom para nêsperas não será também um bom ano para as uvas.

29 março 2010

Bem… Isto de alimentar um blog não é nada fácil.

          Bem… Isto de alimentar um blog não é nada fácil. Por vezes até parece um animal de estimação: todos os dias tenho de deitar sentido ao blog; depois se passar uns dias sem postar parece que estou a deixar o blog a morrer à fome e conforme vai crescendo torna-se mais esquisito, ou seja, já não quer comer qualquer coisa.

24 março 2010

Informações úteis: Conheces alguém que tenha comprado carro nos últimos 4 anos?

Conheces alguém que tenha comprado carro nos últimos 4 anos? Muito útil




APROVEITA esta oportunidade de REEMBOLSO do IVA para viaturas compradas nos últimos 4 anos.

Não percas esta oportunidade única de ir buscar ao governo aquilo que ILEGITIMAMENTE nos surripiaram, de acordo com o processo instaurado a Portugal pela Comunidade Europeia por terem infringido as normas comunitárias.



Não se distraiam. Se compraram carro nos últimos 4 anos ... vão buscar o vosso dinheirinho.



Anexo modelo do requerimento.

http://www.pedropais.com/forum/index.php?topic=2566.0


http://jopabasa.blogspot.com/
 
Recebido por mail reenviado e publicado no Blog, porque acho que a informação que serve para ajudar nunca deve ser guardada. Sempre que poderes partilha.

20 março 2010

Ah! Andas aqui.

Ah! Andas aqui. Achas que não há nada para fazer? A tua vida é andar por aqui sem fazer nada à espera que as coisas caem do céu e o trabalho fica para os outros. Depois dizes que o país não anda para frente, que o que ganhas mal dá para pagar as despesas e que a vida está difícil.



Vá, vamos, siga trabalhar que não tens uma casa do Estado , não recebes o rendimento mínimo garantido e que eu saiba não ganhaste o euromilhões.

19 março 2010

Entrei de férias

Depois do Sporting sair da taça Europa e não havendo mais nada para ganhar, passando a cumprir calendário, decidi entrar oficialmente de féria a nível do futebol. Vou apenas tentar ver o Marítimo/Sporting, se os responsáveis pelo Marítimo não escaldarem no preço dos bilhetes( uma das principais razões porque os estádios estão vazios).


Quanto ao campeonato não tiro por ninguém.

Ganhando o Braga , será uma golfada de ar fresco no nosso futebol.

Já me disseram que se o Benfica ganhar o país vai melhorar a todos os níveis, pois sendo o clube com mais adeptos, esses mesmos adeptos irão estar mais contentes, trabalhando melhor vão produzir mais e aumentaremos as exportações. Segundo esta teoria de um amigo benfiquista, Portugal terá melhorias no PIB, na economia em geral e com o efeito dominó reduz-se o deficit . Se for para isto que ganhe o Benfica.

15 março 2010

Citrinos: laranja, limão...

A norma estatutária que pune os militantes que usam criticar a direcção até sessenta dias antes da eleições foi aprovada, mas nenhum dos candidatos a lider do PSD concorda.


É uma norma criada para que se critique a própria norma antes dos dois meses das eleições, porque já não há nada para criar.

Estando já os partidos políticos ocos e sem nada para dizerem, criaram esta brincadeira de auto-flagelação, que consiste em bater na casca.

A violência nas escolas, o aumento do desemprego, a justiça que nem ata nem desata, o endividamento das famílias, as dificuldades dos agricultores, os lucros da banca, GALP, PT e EDP e o congelamento dos salários são problemas que se passam no Chile, devido ao terramoto.

Fracasso da Manjedoura no número de visitas

Em Dezembro tracei como objectivo tentar acompanhar em três meses o número de desempregados na Madeira que apontava para os 13.000 , através do número de visitas deste blog. No entanto,

em Janeiro de 2010 estavam inscritos no centro de emprego 14.432 desempregados e o meu blog só constam 11819 vistas neste momento.

O blog fracassou, não atingiu o objectivo proposto.

Agora das duas uma ou vou esforçar-me para divulgar mais o blog, tornando-o mais atractivo e interessante , ou espero que com os trabalhos de reconstrução da Madeira o número de desempregados diminua.


12 março 2010

TESTE

TESTE




É em situações extremas que conhecemos as nossas próprias fraquezas.

Apenas uma pergunta em que te é pedido que respondas com sinceridade, e poderás auto-avaliar os teus princípios morais.

Trata-se de uma situação imaginária, porém deves decidir o que farias.

Estás em plena baixa de Lisboa, no meio do caos causado pelas cheias que ocorrem em épocas de chuvas mais intensas.

Tens a tua máquina fotográfica, trabalhas para a "Time" e estás a tirar as fotos de

maior impacto. De repente, vês o Sócrates num carro, lutando desesperadamente para

não ser arrastado pela corrente, entre destroços e lodo... No entanto, ele acaba por ser arrastado e tens a oportunidade de o resgatar, ou de tirares a fotografia vencedora do Prémio Pulitzer, que te traria a fama e o reconhecimento mundial por mostrar a morte

de tal personagem...

Com base nos teus princípios éticos e morais, responde sinceramente:











Tiravas a foto a cores ou a preto e branco?
 
( recebido por email)

10 março 2010

bullying (violência física e psicológica continuada por parte de colegas)

bullying (violência física e psicológica continuada por parte de colegas)


- Agora há que apontar aos sinais de alerta dos miúdos que sofrem bulling, deverão ter um acompanhamento , deverão ser protegidos. Deve haver palestras e formações para funcionários e professores sobre o tema.

- Na minha modesta opinião os agressores deverão ser punidos criminal e exemplarmente e os pais punidos pela sua irresponsabilidade educacional. Mas não, os próprios agressores podem fazer o que querem e bem entendem porque têm imunidade, são inimputáveis, porque sabem que ninguém os vai castigar. É este ambiente de impunidade legalizada que se vive nas escolas. E os pais em vez de acertarem-lhe com um valente estalo na ventas, arrancando-lhes alguns dentes , têm medo ou não querem saber.

23 fevereiro 2010

Convosco Max



Convosco Max
A Homenagem a um povo sofredor, solidário e alegre.
_ Que neste momento será difícil arrancar um sorriso.

22 fevereiro 2010

Temporal na Madeira e agora...

Passada a tempestade, agora devemos de trabalhar nos seguintes aspectos:
1º Tratar dos vivos;
2º Tratar dos mortos;
3º Limpar
4º Retirar lições
5º Reconstruir

17 fevereiro 2010

Vómito politico-social: A sociedade

           A sociedade contemporânea tem de, necessariamente, bater no fundo tal como uma pipa que tem de ser esvaziada por completo, para que depois de bem lavada possa receber o novo vinho. Este bater no fundo poderá implicar convulsões sociais graves e violentas. Os sinais de agravamento das desigualdades sociais, do aumento do desemprego, o endividamento das famílias, as condições climatéricas graves, a inexistência de valores de respeito, de esforço e de honra na sociedade, e outros sinais mostram o caminho nada bom para as gerações futuras.

Na foto: uma pequena papaeira

Vómito politico-social: Comunicação social

        A comunicação social apresenta critérios de informação prepositamente  desajustados às preocupações do povo, pois anda a reboque dos políticos e serve para enriquecer os que são ricos. A televisão não tem qualidade nenhuma, pois tem como função entreter o povo com tretas. O papel da comunicação social no triângulo é entreter o povo para não pensar: novelas e mais novelas.

Na foto: papaeira em flor

Vómito político-social: A face oculta

       Em pleno carnaval, vejo uma face oculta a tapar o sol com uma peneira ao povo, num episódio novelístico e sem consequências. A face oculta é o triângulo: politica, comunicação social e justiça – as classes com grandes ordenados, com grandes regalias sociais e que se tornaram incompetentes, sem credibilidade e intocáveis. Um triângulo promíscuo que está a chupar o nosso dinheiro e a levar o rectângulo ao fundo.

Na foto: a papaeira que grelhou nos lados e está a produzir frutos.

10 fevereiro 2010

Sporting - Benfica : Taça da Liga

Uma anedota



O teu computador


é como uma carroça:


tem sempre um burro à frente!!!






Um provérbio estranho


Por maior que seja o buraco em que te encontras, sorri, porque, por enquanto, ainda não há terra por cima.

05 fevereiro 2010

Hoje, era para postar sobre a Lei de Finanças Regionais e a alegada crise política provocada, mas acho que não vale a pena.

Vou postar mais anedotas



A mãe leva a filha à Assembleia da República.

Conforme entram a mãe diz-lhe:

- Agora tens que estar caladinha. Sabes porquê, não sabes? - Sim, porque estão pessoas a dormir.


O Tacho
Um sujeito vai visitar um amigo deputado e aproveita para lhe pedir um emprego para o filho, que tinha acabado de completar o décimo segundo ano.

— Eu tenho uma vaga de assessor, só que o ordenado não é muito bom...

— Quanto é, doutor?

— Pouco mais de dez mil euros.

— Dez mil? Mas é muito dinheiro para o garoto! Ele não vai saber o que fazer com tudo isso. Não tem vaga mais modesta?

— Só se for para trabalhar na Assembleia. Meio período. Estão a pagar cinco mil!

— Ainda é muito, doutor! Isso vai acabar por estragar o rapaz. O senhor não tem um emprego que pague uns mil ou até mil e duzentos euros?

— Ter, tenho. Mas aí é só por concurso e é para quem tem curso superior em Engenharia, Administração, Medicina, Economia, Direito ou Contabilidade, etc. E ainda tem de possuir bons conhecimentos em informática, além de inglês, francês e espanhol fluentes...



Anedotas retiradas daqui

03 fevereiro 2010

Depois do Porto/Sporting, era para postar sobre o meu clube, o SPORTING, mas acho que não vale a pena.

Vou postar anedotas:



Capuchinho

- Lobo, porque tens a cara tão transpirada, os olhos tão congestionados e esses dentes tão fechados?

Lobo

- Pôrra, Capuchinho, deixa-me cagar tranquilamente, está bem!?


- María, o teu marido vai atirar-se da janela.'

- Diz ao tarado que eu só lhe puz os cornos e não as asas'


Uma jovem rebelde e muito liberal entra num bar, completamente nua. Pára em frente do barman e diz:

- Dê-me uma cerveja bem gelada!

O barman fica a olhar para ela sem se mexer.

- O que é que se passa? -diz ela- Nunca viu uma mulher nua???

- ¡Muitas vezes!

- E então, está a olhar para onde???

-Quero ver de onde é que vai tirar o dinheiro para pagar a cerveja!



( Sporting para Sempre)

31 janeiro 2010

Sporting … Sporting por onde Andas?

Sporting … Sporting por onde Andas?


17ª Jornada da liga

Sporting perde em braga, mesmo com ex-benfiquista e ex-portista.

Benfica ganha com um ex-sportinguista a decidir o jogo – Carlos Martins -  contra o Guimarães.

O Porto Ganha com um ex-sportinguista a marcar 2 golos – Varela contra o nacional.

Do lema do Sporting, esforço, dedicação, devoção e glória, acho que está a faltar a primeira palavra por parte de alguns jogadores: ESFORÇO.

26 janeiro 2010

Eu já votava outra vez

A não aprovação do Orçamento do Estado para 2010 implica eleições antecipadas e a não aprovação da proposta de alteração da Lei de Finanças Regionais acarreta eleições antecipadas na Madeira?
Já alguém pensou em governar.

21 janeiro 2010

teoria da diversão: no you tube com " dinner for one"



Vale a pena parar a música para rir
Está em inglês, mas percebe-se bem.

Recebido também por mail

19 janeiro 2010

Teoria da Diversão: anedota o Parto da Prostituta


As palavras existem para serem ditas... em qualquer contexto.


Culpa é de quem as interpreta fora do contexto...





O Parto da Prostituta.



O tipo está preso na esquadra, todo partido...

O advogado comparece para libertá-lo, e pergunta o que havia acontecido.

O cliente começa a explicar: - Bem, eu estava a passar na rua e de

repente, vi um monte de gente a correr.

Estavam a ajudar uma prostituta, que acabava de dar à luz um lindo menino em plena rua.

Solidário, comprei um pacote de fraldas para presentear a prostituta.

Ao aproximar-me, um polícia com 2 metros de altura e 3 de largura, viu o pacote de fraldas nas minhas mãos e perguntou:

- Para onde vai isso?

E eu respondi: - Vai pra put... que pariu...

Depois disso não me lembro de mais nada, mas já consigo abrir um olho.



( recebido por mail)

18 janeiro 2010

-Então, está tudo bem?

-Então, está tudo bem?
- Não. Acho que é premente a construção de uma sociedade rica pelo capitar social, onde deverão ser abatidos conceitos de VIP, fama, beleza e do ter, cultivando em cada um o ser ídolo e herói, massificando a fama, os ídolos e os heróis. E para isso a Internet deverá matar rapidamente a televisão, vulgarizando toda a comunicação sensacionalista e exibicionista e reduzindo a publicidade ao necessário.


A desconstrução da sociedade capitalista já começou e cabe a cada um de nós construir a nova sociedade, tornando-se herói de si mesmo e único nas suas capacidades e no seu valor como ser humano.

11 janeiro 2010

E o mar será que irá buscar o que é seu?

Na Madeira, o betão está a subestimar a força da natureza.



Em particular na Ribeira de são Jorge, talvez uma das poucas ribeiras virgem da Ilha da Madeira, o seu percurso alterou-se nas zonas onde houve intervenção humana.


- Já viste. A ribeira vem sempre buscar o que é seu – dizia-me o senhor António.


E o mar será que irá buscar o que é seu.


Regra fundamental da construção: Nunca subestimes a natureza, nem a sabedoria popular.

06 janeiro 2010

Gripe A

Como é possível encontrar, fabricar e distribuir uma vacina em tão pouco tempo para a gripe A, e para doenças crónicas e graves como o cancro e a sida, andámos anos e anos à procura da cura?