17 fevereiro 2010

Vómito politico-social: A sociedade

           A sociedade contemporânea tem de, necessariamente, bater no fundo tal como uma pipa que tem de ser esvaziada por completo, para que depois de bem lavada possa receber o novo vinho. Este bater no fundo poderá implicar convulsões sociais graves e violentas. Os sinais de agravamento das desigualdades sociais, do aumento do desemprego, o endividamento das famílias, as condições climatéricas graves, a inexistência de valores de respeito, de esforço e de honra na sociedade, e outros sinais mostram o caminho nada bom para as gerações futuras.

Na foto: uma pequena papaeira

5 comentários:

maria teresa disse...

E estamos mesmo a sentir e a cheirar os vómitos, infelizmente!
Abracinho

Helga disse...

Não será a sociedade em si, apenas uma desculpa para sacudirmos as responsabilidades dos nossos ombros, no que toca a deveres morais e outros tantos, cada vez mais esquecidos? Não sei, digo eu, que destas coisas não percebo nada, ou talvez não me seja conveniente perceber, mas numa coisa concordo... a pipa, que é este pequeno país, já merece uma boa lavagem, pois o cheiro a azedo começa a ser insuportável.

Abraço e obrigada por passar pelas 'Planícies' :)

Pegadas disse...

Um "retrato" nu e cru do actual mundo em que vivemos. O fim de um ciclo. Temo no entanto que pelo "adiantado estado de decomposição" em que este mundo se encontra algum dia torne a "haver vinho" para tornar a "encher a pipa". Há que manter a esperança no entanto...pelos que vêm a seguir, mas a verdade é que, cada vez mais, é dificil fazer acreditar ás gerações futuras que "apesar de tudo" há futuro...

FMF disse...

A intocabilidade desses senhores é que é preocupante. Ainda mais preocupante é a ingenuidade do povo.
Gostei de ver as fotos. Há muitos anos que não via uma papeira/mamoeiro...

Anónimo disse...

Aguardo pelo preenchimento da pipa.
Mas temos de mudar muita coisa e a começar pelo ensino, onde os professores devem de voltar a ter dominio sobre os alunos e as regras básicas de avaliação serem mais rigidas de modo a só passar quem sabe e respeita.
Fazer casas de correcção para os previcadores, abusadores e mal intencionados (se possivel incluir alguns pais).
MFCC