30 março 2011

O desemprego felizmente vai aumentar

- Pois a concepção industrializada do emprego já não se justifica, está obsoleta, porque já temos tecnologia necessária para iniciar outra concepção do trabalho. A sociedade robotizada desde a nascença, lembremos que até os bebés já cumprem um horário, com objectivo de satisfazer o capitalismo moribundo, não faz qualquer sentido nem como seres humanos nem muito menos como seres animais. E este flagelo do desemprego irá se agudizar para que obrigatoriamente ou naturalmente se transforme a sociedade para melhor.

- Ah! Tu falas assim porque tens emprego.

- Não tenho por hábito dizer o que as pessoas querem ouvir.

27 março 2011

23 março 2011

Votar! Outra Vez

Votar outra vez, mais campanha eleitoral …



Ainda não respondi a esta pergunta dos Censos 2011:

21 março 2011

PEC IV

      E estava eu num fim-de-semana de repouso e de recarga de energia, onde o coitado do sofá paciente e grande amigo nos deixa adormecer, resolvi acender a televisão para ver as notícias, deparei-me com a crise política do PEC IV. Embora mudasse de canal lá estávamos nossos políticos a falar da crise e tal era o zumbido que já havia na minha cabeça que desliguei a televisão. Liguei o carro e ao som de música por mim seleccionada, dirigi-me até ao Bar com amigos para ler o diário e tomar o café. Quando entrei no bar estavam os mesmos a falar na televisão sobre a crise política.

     Se o PEC IV não passar na assembleia, terá de haver mais eleições. A oposição com firmeza dizia em tom já eleitoralista que iam chumbar o tal documento. Falava-se do PEC feito Já pela Alemanha. Politico, analista, comentaristas e economistas a transmitirem cenários de extrema dificuldade para os portugueses.
     Era tal o zumbido que me fez lembrar o mundial de 2010 e fez-me pensar.
     Perante esta crise e sabendo o povo que os políticos são o verdadeiro problema para Portugal e não a solução, eu já não convocava o FMI, mas sim pedia uma intervenção da NATO. O que estes partidos políticos estão a fazer ao povo português é um autêntico massacre. Um ataque militar cirúrgico, às quatro da manha, através de mísseis lançados por um submarino americano para os seguintes alvos: sede dos partidos políticos e órgãos de televisão, seria a solução.

Nota: se ficasse algum míssil podiam mandar para algum banco ou empresa publico-privada.

16 março 2011

Neve na Madeira: a pergunta que ninguém faz.



E se isto derrete todo numa hora de muita chuva, não será muita água para as ribeiras?
(20 de fevereiro de2010)

10 março 2011

O Nosso Nome

Miguel Unamuno
“Há quem use como um castigo o seu nome, como corcova que ao nascer lhe impuseram. Em rigor, devia aguardar-se que o homem desse os seus frutos para lhe se pôr um nome a ele ajustado ; enquanto não ostentasse carácter próprio não devia de ter mais que nome provisório ou interino.”    In Amor e Pedagogia – Nada Menos que Todo Um Homem de Miguel Unamuno.