27 novembro 2009

O exorcista


Correu, correu até chegar ao pé do balde de água e com o sol e o calor que se fazia sentir, refrescou-se lavando primeiro a cara e de seguida molhando a cabeça. Depois, deixou o balde já vazio no lado da estrada e seguiu o seu exercício diário enveredando pelo trilho da levada.
Perguntavam do outro lado da estrada pela banda que iria passar na caravana comandada pelo regedor. O regedor era o homem mais popular da aldeia e o mais temível pelo seu ar de supervisor e pontual. De ombros levantados, andava sempre à procura dum prevaricador, de alguém que não estava no lugar certo a cumprir as regras sociais. A banda, por si chefiada, era ordeira e cumpridora dos seus tempos.
Correr, passear e fazer exercícios era o lema do João, que pensava que a vida era só um dia, por isso não podia parar. Vivia numa ilha cheia de invejosos espaços, puro ar, serra e mar à sua disposição e de graça. Via que tinha condições ambientais e físicas que não podia dispensar. O Exorcista, nome que lhe apelidaram erradamente porque fazia muito exercício (exorcista), não percebia o porquê das pessoas alimentarem vícios, como os cafés, o tabaco, o alcoolismo, a televisão e a constante utilização do carro, tendo uma melhor qualidade de vida à frente das suas caras.

19 novembro 2009

educar: papa ou PAI


_ Papa, papa, papi!
_ Não se diz papa nem papi. Diz-se uma palavra com três letras apenas: PAI.
- PAI.
A educação reduz-se à diferença entre papa e PAI.
Na foto: a produção de tangerinas na manjedoura

10 novembro 2009

Proposta: Dia Sem Televisão

Proposta:
Dia Sem Televisão
Objectivos:
- Promover no cidadão o livre exercício de hábitos e de pensamentos não condicionados.
- Sensibilizar para o perigo da televisão nas crianças e jovens, onde existe muita despedagogia cultivando-se nos nossos jovens comportamentos de imitação arrebanhada;
- Lutar contra o Sedentarismo, em que em vez de ver televisão promovia-se o passeio a pé e outro estilo de vida;
-Sensibilizar para a criação do espaço de conversas entre familiares e amigos;
- E como forma de protesto contra a parcialidade dos média que estão claramente influenciados pelos grandes grupos económicos. Pois estes últimos pagam para transmitir o mundo á sua imagem, na sua perspectiva, deixando lados obscuros por esclarecer - o caso da Gripe A é o exemplo flagrante;
Como fazer?
Criamos um grupo de organizadores, depois fazemos uma petição para levar a Assembleia da República e realizamos algumas experiências em locais de modo a que a ideia propague-se. Utilizamos a internet como meio de divulgação.

18 de Outubro – Dia Sem Televisão

(Se a ideia já existe, já não está aqui quem falou.
Se alguém quiser copiar, força eu apoio a ideia.)

04 novembro 2009

anedotas

Anedotas
1

Um homem passa pela porta do plenário da Assembleia e ouve uma gritaria que saía de dentro:
“Filho da P…, Ladrão, Salafrário, Assassino, Traficante, Mentiroso, Pedófilo, Vagabundo, Sem Vergonha, Preguiçoso de M...da. Vendido, Assaltante...”
Assustado o homem pergunta ao segurança parado na porta:
“O que esta acontecendo ai dentro? Estão brigando ?”
“Não” responde o segurança, “para mim estão fazendo a chamada

2
Um hipocondríaco vai ao médico e diz:- Sr.Doutor, a minha mulher traiu-me há uma semana e ainda não me apareceram os cornos......Será falta de cálcio.