05 novembro 2011

todos nós somos gregos



                Se a Grécia pariu a cultura ocidental, sendo pois o berço da europa, tem legitimidade histórica para destruir a ditadura do capitalismo e reiniciar a democracia. Quanto será a divida cultural apresentada pelos países em relação à Grécia. Imaginemos toda a imensa herança grega contada nas bolsas de valores. Imaginemos todas as universidades, escolas, ciências, filosofias, e demais instituições e correntes a pagarem um imposto por estarem a usufruir de um bem ancoradouro de muitas sociedades. 

7 comentários:

Luís Coelho disse...

Parece-me que os gregos começaram a ver a marosca da Comissão Europeia...
É tempo dos portugas e outros abrirem os olhos...
Estamos a ser lixados...

Se querem a Europa acabem com os países e os tachinhos.
Existem as mesmas regras para todos e os mesmos salários e impostos.
Não somos o lixo que nos querem impor...

Fê-blue bird disse...

Uma perspectiva muito interessante.
WHY NOT? :)

beijinhos

Janita disse...

Vendo as coisas sob esse prisma não deixas de ter razão.
Mas acreditas que o poder económico se compadece com a herança e origem cultural da Europa?

Não tenhas ilusões!

Mas gostei francamente deste teu raciocínio.

Beijinhos

Maria Emilia Moreira disse...

Nunca me tinha passado pela cabeça tal ideia. É certo que a civilização helénica foi genial...mas o que resta dos heróis, dos sábios e dos filósofos gregos... só nos livros.
Os gregos de hoje não honram os seus antepassados.(especificamente a classe política, tal como os nossos portuguesinhos...)
"Homens de um só parecer, de um só rosto,de uma só fé, de antes quebrar que torcer..." só no tempo de Sá de Miranda.

FMF disse...

A perspectiva apresentada é interessante mas não se pode viver do passado.
Não quero dizer que o passado não é importante e que não deva ser venerado. Nada disso.
Todos os países, de uma forma ou de outra, teriam (têm) um herança cultural a apresentar ao mundo.
O mundo avança (?) e tem deixado muitas civilizações antigas para trás que não se adaptaram aos novos tempos. Essa é a realidade. Não quer dizer que eu concorde ou me sinta feliz por isso...
Abraço,

Tio do Algarve disse...

Os gregos têm o querem...E não percebo porque anda tanta gente preocupada por eles querem decidir sobre o futuro deles próprios. Pena é que não tivesssem feito antes, mas afinal, como dizes, são gregos! Inventaram a dialética, a demagogia, a democracia e todas essas ideias que hoje nos chegaram.

Catarina Reis disse...

Ora aqui está uma perspectiva interessante. Beijos