30 junho 2011

desaBAFO literário: Loucura

Assim se foi, apesar de Dom Quixote o importunar ainda para que ao menos lhe visse fazer duas loucuras. Mas nem tinha andado cem passos, quando voltou e disse:
_ Digo, senhor, que vossa mercê disse muito bem que para que eu possa jurar sem carga na consciência que o vi fazer loucuras, será bom que veja uma, se bem que uma, e bem grande, lhe vi fazer já, ficando vossa mercê só.
- Não to dizia eu? – disse Dom Quixote – Espera, Sancho, que num credo a farei.
E despindo os calções a toda a pressa, ficou em carnes e roupa de baixo, e logo, sem mais aquelas, deu dois saltos no ar e duas cambalhotas, com a cabeça em baixo e os pés no ar, descobrindo coisas que, para não as ver outra vez, Sancho soltou as rédeas a Rocinante, dando-se por contente e satisfeito de que podia jurar que o seu amo estava louco. Assim, deixá-lo-emos seguir o seu caminho, até à volta, que não tardou.” In D. Quixote de La Mancha, de Miguel Cervantes

Sobre esta obra alguém disse : Parabéns a quem ainda não leu, porque ainda terá oportunidade de a ler.

4 comentários:

Catarina Reis disse...

E ler em Castelhano isso sim é um verdadeiro desafio. Beijos

Janita disse...

Podes ter a certeza que sim! Tanto mais que essa obra fabulosa de Cervantes é o segundo livro mais lido desde sempre. E sabes a seguir a qual? À Bíblia, imagina!

Pois então, como sei que gostas muito de Miguel Cervantes, vou oferecer-te um soneto oração de sua autoria como retribuição da tua simpática visita.
Ah...a propósito das letras de verificação que formaram uma palavra tão bonita cheguei à conclusão que ambos nos damos sorte. Por isso vê se apareces mais vezes. Serás sempre muito bem-vindo.
A Vida é Bela, sim! Nós é que damos cabo dela...

Aqui vai o soneto na sua Língua original, já que a tradução tirar-lhe-ia muito do seu encanto. Espero que gostes, quer sejas ateu ou crente.
---------------------------------
"A Ti me vuelvo, gran Señor, que alzaste,
a costa de tu sangre y de tu vida,
la mísera de Adán primer caída,
y adonde él nos perdió, Tú nos cobraste.

A Ti, Pastor bendito, que buscaste
de las cien ovejuelas la perdida,
y hallándola del lobo perseguida,
sobre tus hombros santos te la echaste.

A Ti me vuelvo en mi aflicción amarga
y a Ti toca, Señor, el darme ayuda,
que soy cordero de tu aprisco ausente.

Y temo que la carrera corta o larga,
cuando a mi daño tu favor no acuda,
me ha de alcanzar esta infernal serpiente."

Um abraço

Janita

Janita disse...

Por vezes a junção dos (Desa)BAFOS literários, não trazem sorte...

Sorry...!

Fê-blue bird disse...

D. Quixote de La Mancha será o mais louco? :)

beijinhos